ATEÍSMO E RELIGIÃO EM LUDWIG FEUERBACH: UMA APOSTA NA ESSENCIALIDADE DO HUMANO

Clóvis Ecco

Resumo


Resumo: Através desta incursão procuramos apontar algumas chaves de leitura para repensarmos o fenômeno do ateísmo, por ora vislumbrado a partir de uma de suas principais bases teóricas no século XIX, qual seja, a filosofia de Ludwig Feuerbach. Marcando sua distância em relação às demais críticas à religião, cujo núcleo de interesses geralmente se desenvolvia ao redor da inexistência de Deus, Feuerbach defende o reconhecimento de uma orfandade originária, única possibilidade capaz de reconduzir-nos rumo à essencialidade do humano. A religião é, nesse sentido, a principal forma de expressão desta essência, sendo que seu objeto não é Deus, mas o próprio homem. Toda projeção é, portanto, introjeção, a busca por uma interioridade perdida.

Palavras-chave: Religião; Deus; Ateísmo; Ludwig Feuerbach.



DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v14i2.4775

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Clóvis Ecco

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis B1