REDE COLETIVA: CULTURA LOCAL COMO INSTRUMENTO DE CAPACITAÇÃO DE JOVENS NA ROCINHA

Daniela Jacques Jacques, Silvia Borges Corrêa

Resumo


Resumo: Este artigo tem por objetivo descrever e analisar como os jovens moradores de uma favela situada no Rio de Janeiro - a Rocinha, popularmente conhecida como “a maior favela do Brasil”, vivenciam a cultura e os espaços relacionados à arte, à gastronomia e à música. Esses jovens compartilham uma identidade por serem moradores da Rocinha e a expressam nas suas produções culturais elaboradas no contexto da Rede Coletiva. Com base em um marco teórico fundamentado na antropologia e na economia criativa, o artigo contextualiza a importância da cultura na Rocinha, e traz como exemplo a Rede Coletiva da Rocinha, organização social criada por jovens moradores, que tem como principal objetivo produzir projetos culturais, e ao mesmo tempo capacitar outros jovens, também moradores do local, em novas habilidades ligadas, por exemplo, ao grafite, ao audiovisual, à dança, ao teatro, entre outros, valorizando a identidade local e a vivência na Rocinha.

Palavras-chave


Rocinha; Juventude; Cultura; Rede Coletiva.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, L.; VELOSO, L. Notas sobre o conceito da juventude e geração. In: BARROS, C. Apropriações da tecnologia computador em lá mouses populares: entre sociabilidades e navegações coletivas. In: Encontro da ANPAD, XXXII. 2008, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: ANPAD, 2008. Disponível em: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/MKT-B1756.pdf. Acesso em: 19 out. 2016.

BARROS, C. Consumo, hierarquia e mediação: um estudo antropológico no universo das empregadas domésticas. In: ANPAD, 30. 2006, Salvador. Anais. Salvador: ANPAD, 2006.

BARROS, C.; ROCHA, E. Lógica de consumo em um grupo das camadas populares: uma visão antropológica de significados culturais. In: FERREIRA, S. J.; ROCHA, A. Consumo na base da pirâmide: estudos brasileiros. Rio de Janeiro: Mauá X, 2009. p. 31-48.

BOURDIEU, P. A distinção: uma crítica social da Faculdade do Juízo. Coimbra: Gráfica de Coimbra, 2010.

CASTILHOS, R. B.; ROSSI, C. A. V. Subindo o morro: consumo, posição social e distinção entre famílias de classes populares. In: FERREIRA, S. J.; ROCHA, A. Consumo na base da pirâmide: estudos brasileiros. Rio de Janeiro: Mauá X, 2009. p. 49-74.

DOUGLAS, M.; ISHERWOOD, B. O mundo dos bens: para uma antropologia do consumo. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

IBGE. Presidência da República (Comp.). Censo demográfico: aglomerados subnormais. 2010a. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/92/cd_2010_aglomerados_subnormais.pdf. Acesso em: 08 out. 2016.

KEHL, M. R. A juventude como sintonia da Cultura. In: NOVAES, R.; VANNUCHI, P. (org.). Juventude e sociedade: trabalho, educação, cultura e participação. São Paulo: Fundação Perseu Abramos, 2007. p. 89-114.

MEIRELLES, R.; ATHAYDE, C. Um país chamado favela: a maior pesquisa já feita sobre a favela brasileira. São Paulo: Editora Gente, 2014.

NERI, M. (coord.). A nova classe média. Rio de Janeiro: FGV, 2008.

NOVAES, R. Os jovens de hoje: contextos, diferenças e trajetórias. In: ALMEIDA, M. I. M.; EUGENIO, F. (org.). Culturas jovens: novos mapas do afeto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006. p. 105-120.

PAES, J. M. Busca de si: expressividade e identidades juvenis. In: ALMEIDA, M. I. M.; EUGENIO, F. (org.). Culturas jovens: novos mapas do afeto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006. p. 7-21.

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO. Disponível em: http://portalgeo.rio.rj.gov.br/indice/flanali.asp?codpal=16&pal=RENDA. Acesso em: 12 bares 2017.

REIS, A. C. F. Economia da cultura e desenvolvimento sustentável: o caleidoscópio da cultura. Barueri: Manole, 2007.

ROCHA, E.; PEREIRA, C. Juventude e consumo: um estudo sobre a comunicação na cultura contemporânea. Rio de Janeiro: Mauá X, 2009.

SOLOS CULTURAIS. Disponível em: www.solosculturais.org.br. Acesso em: 10 nov. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v29i1.6912

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.