CAPITALISMO E EMANCIPAÇÃO EM KARL MARX: ESTUDOS SOBRE TRABALHO, EDUCAÇÃO E ESTUDOS DE GÊNERO

Diane Ângela Cunha Custódio, Teresa Cristina Barbo Siqueira

Resumo


Este artigo visa desenvolver uma análise teórica sobre a concepção de capitalismo e emancipação nas obras de Karl Marx e alguns autores marxistas. Realizou-se revisão sistemática da literatura na base de dados Scientific Electronic Library Online (SciELO) no recorte temporal de 2008 a 2016, com o objetivo de analisar o que já foi publicado sobre o tema e quais aspectos já foram abordados. Considerando critérios de inclusão/exclusão foram selecionados 6 artigos para a análise. Evidencia-se a pertinência de estudos que abordam as concepções marxistas para a compreensão dos distintos fenômenos sociais da atualidade como, educação, luta de classes e estudos de gênero.

Palavras-chave


Marxismo; Emancipação; Trabalho; Capitalismo; Revisão Sistemática.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Joana El-Jaick. O feminismo marxista e a demanda pela socialização do trabalho doméstico e do cuidado com as crianças. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, n. 8, p. 265-300, set./dez. 2015. Disponível em: http://www.scielo. br/scielo.php?pid=S0103-33522015000400265&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 jul. 2018.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. São Paulo: Cortez; Campinas, SP: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 1995.

CEOLIN, Irtes Munaro. O professor PDE e os desafios da escola pública paranaense. Paraná: Produção Didático-Pedagógica, 2009.

COSTA, Silvio. O trabalho como elemento fundante da humanização. Revista Estudos da Universidade Católica de Goiás, v. 22, n. 3/5, p. 171-188, dez. 1996.

DORNELES, Alexia. Família, conservadorismo e questão social: suas expressões na contemporaneidade. In: 6º ENCONTRO INTERNACIONAL DE POLÍTICA SOCIAL E 13º ENCONTRO NACIONAL DE POLÍTICA SOCIAL. Vitória, 2018.

ENGUITA, Mariano Fernández. A face oculta da escola: educação e trabalho no capitalismo. Trad. Tomaz T. da Silva. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.

FERREIRA JR.; Amarílio; BITTAR, Marisa. A educação na perspectiva marxista: uma abordagem baseada em Marx e Gramsci. Revista Interface-Comunicação, Saúde, Educação. Botucatu, v. 12, n. 26, p. 635-646, jul./set. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832008000300014&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 jul. 2018.

FLEC, Amaro. A emancipação ociosa, ou, o que nos propõe a teoria crítica de Marx? Revista Trans/Form/Ação, Marília, v. 35, n. 1, p. 73-88, jan./abr. 2012. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/transformacao/article/view/ 1802. Acesso em: 05 jul. 2018.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

LUCAS, Marcílio R. Trabalho, racionalização e emancipação: de Marx ao marxismo, e a volta. Revista Trabalho, Educação, Saúde, Rio de Janeiro, v. 14, n. 3, p. 653-677, set./dez. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1981-77462016000300653&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 jul. 2018.

MARX, Karl. Manuscritos Econômicos-Filosóficos. São Paulo: Boitempo Editorial, 2004.

MARX, Karl. O capital. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2004.

MARX, Karl. Sobre a questão judaica. São Paulo: Moraes, 1991.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. O manifesto do partido comunista. In: COGGIOLA, Osvaldo (org.). Manifesto do partido comunista – Karl Marx e Friedrich Engels. São Paulo: Boitempo, 1998.

MASCARENHAS, Ângela Cristina Belém et al. (org.). Sociedade, Subjetividade, Educação e Marxismo. Goiânia: Espaço Academico, 2017.

MUNDO EDUCAÇÃO. Idade Média. Disponível em: https://mundoeducacao.bol.uol. com.br/historiageral/idade-media.htm. Acesso em: 10 set. 2018.

OLIVEIRA. Elizabeth Moura Germano. A economia do conhecimento e uma nova forma de dependência no capitalismo brasileiro. Tese (Doutorado em Economia) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, Bahia, Brasil, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/26071/1/Elizabeth%20Moura%20Germano%20Oliveira.pdf

PEREIRA, Potyara A. P. O sentido de igualdade e bem-estar em Marx. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 16, n. 1, p. 47-58, jan./jun. 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/katalysis/article/view/S1414-49802013000 100004. Acesso em: 05 jul. 2018.

SANTOS, Edilene Pimentel; COSTA, Gilmaisa Macedo. Questão Social e desigualdade: novas formas, velhas raízes. Revista Ágora Políticas Públicas e Serviço Social, ano 2, n. 4, p. 101-121, jul. 2006.

SANTOS NETO, Artur Bispo dos. A constituição histórico-outológica da ética e dos direitos humanos. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 14, n. 2, p. 172-181, jul./dez. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-49802011000 200004&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 jul. 2018.

SUA PESQUISA. Idade Média. Disponível em: https://m.suapesquisa.com/ idademedia/invencoes.htm. Acesso em: 11 out. 2018.

ZEFERINO, Bárbara Cristhinny Gomes. A pauperização da classe trabalhadora rural: formas de organização e resistência dos trabalhadores sem terra. In: IV JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS, 4. ed. São Luís, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v29i1.7148

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.