FORMAÇÃO HUMANA E EDUCAÇÃO: CONTRAPONTO À RACIONALIDADE E À INDÚSTRIA CULTURAL

Cleudes Maria Tavares Rosa

Resumo


O presente artigo objetiva compreender a educação e a formação humana na sociedade contemporânea. Sociedade que apresenta índices altos de sofrimento. Entende-se, aqui, que tal sofrimento advém da racionalidade constitutiva e constituinte das relações que marcam a mesma, sejam relações objetivas ou subjetivas. E questiona-se qual a contribuição da educação para a superação deste contexto. Para tanto, o presente artigo ancora-se na teoria crítica frankfurtiana, especialmente em Adorno e Horkheimer, cujas reflexões teóricas e metodológicas propiciam a compreensão da tensão entre sujeito e objeto, particular e universal, indivíduo e sociedade. Para a discussão, são centrais as categorias trabalho, cultura e barbárie, formação humana e educação, racionalidade e sofrimento.

Palavras-chave


Formação humana; Educação; Racionalidade; Indústria cultural; Barbárie.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. W. Palavras e sinais: modelos críticos 2. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995b.

CANGUILHEM, G. O normal e o patológico. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982.

FREUD, Sigmund. Mal estar na civilização. São Paulo: Cia das Letras, 2010.

FREUD, Sigmund. Psicologia das massas e análise do eu. São Paulo: Cia das letras, 2016.

HORKHEIMER, MAX. Eclipse da razão; tradução de Sebastião Uchoa Leite. São Paulo:Centauro, 2002.

MARX, Karl. A ideologia alemã. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

WEBER, Max. A objetividade do conhecimento nas ciências sociais. Tradução, apresentação e comentários de Gabriel Cohn. São Paulo: Ática, 2006.

WEBER, Max. Metodologia das ciências sociais, 1 e 2. Tradução de Augustin Wernet; Introdução à edição brasileira de Maurício Tragtemberg. 3. ed. São Paulo: Cortez; Campinas, SP: Ed. da Universidade Estadual de Campinas, 2011.

WEBER, Max. Economía Y sociedad. México: Fondo de Cultura, 1984.

WEBER, Max. Ensaios de sociologia. Organização e introdução: H.H.Gerth e C. Wright Mills. Tradução: Waltensir Dutra. Revisão técnica: Fernando Henrique Cardoso. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1979. (Biblioteca de Ciências sociais).




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v29i2.7273

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.